Passar para o conteúdo principal
foto:inesbarbosa

Da exposição ao acidente à (des)proteção subsequente: sociologia da reparação legal dos acidentes de trabalho entre trabalhadores da Construção e da Indústria Têxtil

Em Curso

Descrição

Projeto de doutoramento “Da exposição ao acidente à (des)proteção subsequente: sociologia da reparação legal dos acidentes de trabalho entre trabalhadores da Construção e da Indústria Têxtil”
Referência: SFRH/BD/145663/2019
Área científica: Sociologia
Orientação: Virgílio Borges Pereira (IS-UP); Co-orientadora: Yasmine Siblot (Université Paris 8)
Cronograma: outubro 2019-setembro 2023

Resumo: O acidente de trabalho é um fenómeno produtor de inúmeros impactos, não só na vida daqueles que o sofrem - com um efeito altamente desestruturante e desorganizador -, mas também na organização e atividade de outros agentes sociais e instituições, e constitui um problema social de grande proporção e complexidade, que merece ser explorado nas suas diferentes dimensões. Os dados oficiais mais recentes publicados pelo Gabinete de Estratégia e Planeamento, do Ministério do Trabalho, Solidariedade de Segurança Social demonstram que o fenómeno mantém o seu “carácter permanente e massivo” (Pinto, 1996: 92). O presente projeto procurará analisar o enquadramento institucional e de reparação legal com recurso a uma análise aprofundada da experiência dos sinistrados do trabalho na indústria da construção e na indústria têxtil, setores de atividade que empregam um elevado número de trabalhadores que integram o grande grupo profissional (CPP/2010) mais afetado pela sinistralidade laboral, os Operários, artífices e similares/Trabalhadores qualificados da indústria, construção e artífices. Sabendo-se dos impasses que se consubstanciam nas relações entre débil cobertura institucional e débil capital cultural (Monteiro, Pereira, 2018) dos acidentados, pretendemos construir um modelo de análise que permitirá “compreender o funcionamento específico do microcosmos burocrático” (Bourdieu, 2001:90) aqui em causa. Neste sentido, o trabalho teórico-empírico procurará responder a uma interrogação central e estruturante, apresentada aqui sinteticamente: de que forma se configura o relacionamento entre exposição ao risco, desigualdade na distribuição de capitais económicos e culturais e problemas de cobertura e acesso democrático às instituições em contexto de reparação legal dirigida à sinistralidade laboral?

Coordenador
Parceiros
Instituição proponente: Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP)
Instituição de acolhimento: Instituto de Sociologia da Universidade do Porto (IS-UP)
Instituições parceiras: CRESPPA-CSU (Centre de recherches sociologiques et politiques de Paris - Cultures et sociétés urbaines)
Entidade de Financiamento
Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P. (FCT)
Ano de início
2019

Contactos

Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Via Panorâmica, s/n
4150-564 Porto, Portugal

Telefone: +351 226 077 132
Email: isociologia@letras.up.pt

 

Outros Contactos

 

fct-logo

Ref.: UIDP/00727/2020

Ref.: UIDB/00727/2020

flup-logo