Tendências, oportunidades e riscos da procura de informação sobre saúde na Internet

Projeto de doutoramento “Tendências, oportunidades e riscos da procura de informação sobre saúde na Internet”

Referência: SFRH/BD/148257/2019

Área científica: Sociologia

Instituição proponente: Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP)

Instituição de acolhimento: Instituto de Sociologia da Universidade do Porto (IS-UP)

Orientação: Alexandra Lopes (FLUP); José Manuel Azevedo (FLUP)

Cronograma: setembro 2019-setembro 2021

Resumo: A investigação em curso centra-se na utilização da internet para as questões da saúde, na ótica do utilizador leigo, em três tópicos major: 1) a procura, apropriação e partilha de informação sobre saúde; 2) a cibercondria (enquanto modalidade extremada e “problemática” dessa procura/comportamento); 3) as solidariedades online em saúde.

Esta investigação espraia-se numa amplitude analítica que entrecruza vários domínios sociológicos. Desde logo, a saúde e a doença, mas também os movimentos sociais, a participação e protagonismo cidadãos em Saúde, as reconfigurações da solidariedade e cidadania na sociedade digital, entre outros; bem assim a temática das desigualdades sociais, enquanto domínio consolidado e estruturante da investigação sociológica, no quadro das web-iniquidades em saúde – divisão digital em saúde e desigualdade(s) digital em saúde.

O projeto, bietápico e multiestratégico, envolverá um desenho de estudo simultaneamente positivista e interpretativo-fenomenológico, numa metodologia de métodos mistos, utilizando as técnicas do inquérito por questionário (numa 1.ª fase) e entrevistas semiestruturadas e ou grupos focais (num 2.º momento). Pretende-se capturar perfis de utilizadores/consumidores de informação sobre saúde na internet e apreender tipologias, padrões, tendências e contextos da procura, apropriações quotidianas da informação encontrada, entre outras dimensões constitutivas deste comportamento, e abarcar (individualmente ou em grupo) (web)biografias, significados e sentidos, vivências situadas e web-encorporadas, aportando as subjetividades individuais/grupais.

Desenrola-se na cidade e concelho de Chaves (área de residência do investigador principal).

Beneficiadores finais/população-alvo: Conjunto vasto de stakeholders: comunidade académica e científica; instituições da saúde e profissionais de saúde; decisores públicos; organizações de pacientes; sociedade civil.

Investigador responsável: 
Bruno Jorge Rodrigues Alves
Investigadores participantes: 
Estado: 
Financiamento: 
Sim
Âmbito do financiamento: 
Nacional
Montante do financiamento: 
Entidade financiadora: 
Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT)
Ano de início: 
2019
Ficheiro: