O fenómeno da praxe em contexto universitário portuense: discursos e práticas

Projeto de doutoramento “O fenómeno da praxe em contexto universitário portuense: discursos e práticas”

Referência: SFRH/BD/136101/2018

Área científica: Sociologia

Instituição proponente: Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP)

Instituição de acolhimento: Instituto de Sociologia da Universidade do Porto (IS-UP)

Orientação: João Teixeira Lopes (IS-UP); Co-orientadora: Lígia Ferro (IS-UP)

Cronograma: setembro 2018-outubro 2022

Resumo: A praxe é hoje um fenómeno central no quadro das dinâmicas de sociabilidade dos estudantes do Ensino Superior em Portugal. Coloca-se como objecto de análise e reflexão pertinentes, antes de mais, pelo interesse sociológico que encerra enquanto contexto de activação, favorecimento, criação e inibição de disposições e competências. Este projecto propõe-se ao estudo aprofundado deste fenómeno em contexto universitário portuense. Os principais objectivos são: a) caracterização da praxe no Porto, contextualização desta análise no quadro da dinâmica sócio-histórica da praxe no país e a condução de exercícios comparativos com fenómenos internacionais equivalentes; b) estudo em profundidade de cada uma das múltiplas dimensões que compõem o fenómeno, problematizando-as de forma articulada para uma leitura holística deste; c) interpretação dos diferentes modos de relação com a praxe, através da análise dos discursos e atitudes dos diferentes protagonistas do sistema de ensino superior; d) análise de experiências em praxe, incluindo de ruptura com esta; 6) resenha das principais cerimónias rituais, de modo a sistematizar e tornar inteligível a dimensão performativa do fenómeno; 7) discutir a percepção pública gerada em torno da praxe, através da elaboração de um observatório de imprensa. No quadro de um paradigma compreensivo, propomos o desenvolvimento de uma estratégia metodológica marcada pela complementaridade de procedimentos e técnicas (entrevista, observação, fotografia), assente nas propostas da etnografia urbana.

Investigador responsável: 
Inês Pardal Maia
Investigadores participantes: 
Estado: 
Financiamento: 
Sim
Âmbito do financiamento: 
Nacional
Montante do financiamento: 
Entidade financiadora: 
Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT)
Ano de início: 
2018
Ficheiro: